Aprenda a rezar o terço da Misericórdia às 15h

Os ministérios de intercessão e dos criativos do Movimento Água Viva se uniram para criar um guia de oração para rezar o terço da Misericórdia diariamente, Baixe, salve no celular, mande para seus familiares e amigos e juntos, vamos rezar pela Misericórdia de Jesus por cada um de nós e pelo mundo inteiro.

Guia de oração para rezar o terço da Misericórdia

Baixar a imagem do Terço da Misericórdia

Por que rezar o terço da Misericórdia?

A melhor forma de entender o que significa rezar o terço da Misericórdia diariamente às 15h, na dita hora da Misericórdia, é lendo o livro Diário de Santa Faustina .

Em uma tentativa de fazer um super resumo, podemos relatar que o prório Jesus Cristo apareceu a Santa Faustina pedindo que ela pintasse a sua imagem, como ela estava vendo, e escrevesse a baixo dela “Jesus, eu confio em Vós”. Algo que ela não teve sucesso em realizar, por não ter habilidades artísticas para tal missão, se rendeu a pedir que um verdadeiro artista o fizesse.

Continue lendo “Aprenda a rezar o terço da Misericórdia às 15h”

Romanos 12, 12

Eaí galeeera, beleza? Como vocês estão?

Saudade de nos reunirmos, ficar batendo papo, comer aquele lanche pós reunião, fazer aquela bagunça de sempre, rezar juntos, ver as crianças correndo nas reuniões e dar um abraço apertado em todos. Somos só nós que estamos com essa saudade ou vocês também?!?!?

Estamos vivendo um período bem diferente na nossa vida, e até na história da Igreja. Um período em que não podemos estar pertinho daqueles que amamos, não conseguimos com tanta facilidade nos confessar e receber Jesus… inclusive em muitos momentos não conseguimos estar em comunhão com Deus, mesmo estando mais em casa e teoricamente com mais tempo disponível.

Muitos de nós estamos trabalhando mais que o normal, colocando em ordem aquelas coisas que nunca conseguimos fazer, tentando organizar a vida para quando voltarmos ao normal, não é mesmo?

Mas e a nossa fé, como está? Nossa vida de oração?

Tudo isso que vivemos já não é fácil, mas se estivermos distantes de Deus, fica mais difícil ainda, por isso hoje a proposta é para refletirmos como está a nossa intimidade com o Cristo ressuscitado. A nossa diferença em relação àqueles que não tem fé, é justamente ter fé em Deus, acreditar que o sentido da nossa vida vai muito além desse momento de sofrimento, é confiar que Deus não nos abandona, é nos jogarmos nos braços do Pai e deixar Ele conduzir nossa vida. É estar firme na rocha mesmo diante da tribulação. Deus é esta rocha, apegue-se a Ele.

Precisamos manter nossa rotina de oração, e para quem ainda não tinha essa rotina, esse é o momento de iniciar! Separe um momento do seu dia para ficar com Deus, conversar com Ele, ler a palavra, rezar, meditar, rezar o terço, conversar com o seu Santo de devoção, pedir a ele que te ajude a viver esse tempo. Separe este momento e seja fiel, encontre-se com Deus diariamente.

Uma carta de São Paulo para nós

Na carta que São Paulo escreveu aos Romanos, ele nos dá um conselho que podemos tomar para nós todos os dias, especialmente nesse momento que pode ser desesperador ou bagunçado para muitos

“Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação e perseverantes na oração”

(Rm 12, 12)

Vamos, alegre-se com a vida que Deus te deu, com o seu trabalho, com o seu estudo, com a família… alegre-se por ter a tecnologia que te une a outras pessoas. Alegra-te! Caso o desânimo e tristeza assombre os seus pensamentos, lembre que estais de pé! Que podes levantar da cama para ver o mundo pela janela, sentir a brisa do vento e assim perceber que é menos um dia para o final dessa crise. Isso tudo vai passar, as tribulações servem para nos fortalecer e santificar, para nos unirmos ao sofrimento de Cristo. Seja paciente! Junte-se a Deus, fique com Ele durante seus afazeres, reze algumas jaculatórias durante o dia, coloque uma imagem santa próximo ao seu local de trabalho/estudo, leia sobre os santos, a doutrina e a bíblia, veja filmes que te edifique, coloque-se no colo de Maria e sob a proteção de São José, reza ao teu Anjo da guarda para te proteger e inspirar. Esteja em comunhão com o céu, reze!

Essa é a oportunidade que temos de restabelecer a nossa intimidade com Deus, de firmar o compromisso de entrega e buscarmos o céu.

Leu uma passagem bíblica e achou interessante? Compartilha com outras pessoas, reflitam sobre ela. Vai rezar o terço? Liga para um amigo e rezem juntos! Estejamos unidos em oração, na esperança e na paciência.

Deus jamais abandona suas ovelhas, tenha fé!

Que Deus lhe abençoe!

Salve Maria.

Ministério de Formação 

Como viver bem o tempo da Quaresma

Quando o mundo desperta no dia seguinte ao Carnaval, é Quarta-feira de Cinzas. Para os mundanos e pagãos, trata-se de mais um dia como qualquer outro. Para nós, católicos, porém, inicia-se um tempo forte de oração e penitência: o tempo da Quaresma.

Pois bem, com que espírito podemos viver estes quarenta dias de preparação para a Páscoa do Senhor?

Qual o sentido de se fazer penitência, e que práticas podem ser escolhidas para nos unirmos a Jesus no deserto? Nesta aula, a partir da tradicional reflexão sobre as práticas quaresmais — jejum, esmola e oração —, Padre Paulo Ricardo dá dicas de como viver bem este tempo tão importante do ano litúrgico.

Autossuficiência, uma barreira que impede Deus de agir

Viver achando que somos fortes o bastante para carregar a nossa cruz sozinhos, sem a ajuda de Deus, pode criar barreiras que impedem Deus de agir em nossas vidas.

Querer mostrar a autossuficiência para o mundo pode tornar a nossa relação com Deus mais complicada, pois demonstra que não confiamos na ajuda do Senhor. A palavra de Deus diz exatamente o contrário.

“Tudo posso naquele que me fortalece.” 

(Filipenses 4, 13)


Viver os ensinamentos que Jesus Cristo deixou é um desafio para nós, amar o próximo, perdoar incondicionalmente, viver a simplicidade das coisas, ser pobre de bens materiais, mas ricos na oração e na ação, são muitas das coisa que Cristo nos ensinou para que possamos viver uma vida correta, rumo a salvação. Um dos grandes exemplos que Ele nos deixou na sua dolorosa Paixão, foi a humildade de se deixar ajudar por Simão .

Mesmo sendo 100% homem e 100% Deus, alguém ajudou a carregar Sua cruz

Autossuficiência, uma barreira para Deus agir

É difícil pensar que o filho de Deus teve ajuda para carregar a penosa cruz ao calvário, o mesmo Cristo que era cem por cento homem e cem por cento Deus, Aquele que não precisava estar naquela situação, aceitou a ajuda em um momento de total dificuldade e apresentou a nós Sua humanidade. Aceitar ajuda em momentos de dificuldade não é vergonhoso, a única vergonha que devemos ter como católicos é de pecar.

Frente a todas as provações que enfrentamos diariamente, devemos abraçar essa cruz assim como Jesus Cristo abraçou sua penosa cruz em direção ao Calvário.
Um passo importante para quebrar a barreira da autossuficiência criada por nós, é intensificar a oração pessoal.

“Mas você, quando rezar entre em seu quarto, feche a porta e reze a seu Pai que está em segredo. Seu Pai, que vê no segredo, recompensará você.” 

(Mateus 6, 6)

Na oração pessoal criamos intimidade com Deus, isso nos deixa mais seguros para se agarrar Nele completamente, permitindo que Ele nos ajude.

Quantas vezes Deus enviou uma pessoa para ajudar em um momento de dificuldade e angustia, e simplesmente por seu egoísmo não aceitamos?

Por tantas vezes Deus enviou anjos e pessoas para nos ajudar, mas por vergonha recusamos?

Aceitar a ajuda do “Simão Cirineu” que Deus nos envia, pode quebrar a barreira da autossuficiência que impede Deus de agir e operar milagres em nós. Caso você ache que não recebeu um “Simão Cirineu” (enviado por Deus) talvez seja a sua hora de ser o Simão Cirineu para outra pessoa.

Chap chap!
Matheus de Souza Floriani