Novena de São Joaquim e Santa Ana (5º dia)

Pelos mais necessitados (os pobres, moradores de rua, órfãos e dependentes químicos)

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém 

Oração

Gloriosos Sant’Ana e São Joaquim, pais de Maria Santíssima e avós de Jesus, nós vos louvamos e pedimos que nos alcanceis grande amor por Jesus e Maria, para que trilhando o caminho das virtudes, possamos agradar-lhes em tudo e contribuir para a construção do Reino de Deus neste mundo. Amém.

História 

Ana e Joaquim haviam feito uma promessa: a filha nascida miraculosamente seria consagrada ao Senhor. Por isso, quando Maria completou três anos, foi levada ao Templo para viver entre as jovens consagradas ao serviço de Deus. Diz a tradição que ela subiu com alegria os degraus que a levavam à casa do Senhor. E ali viveu durante nove anos, dedicada à oração e à ajuda aos necessitados. Ao completar 12 anos, foi encaminhada para o casamento. O escolhido foi José.

Reflexão

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre” (Lc 1,42). As palavras de Santa Isabel dirigidas a Maria podem ser aplicadas à Sant’Ana, pois ela mereceu conceber e gerar um fruto precioso: Maria, que por sua docilidade e humildade foi escolhida para ser Mãe gloriosa do Salvador, e ainda serviu aos mais necessitados.

Oração Final

Ó Deus, que planificastes Sant’Ana e São Joaquim com vossa graça e predileções, concedei-nos por vossa intercessão, a abundância de sabedoria e misericórdia, para que possamos servir a Deus cada dia com mais fervor, ajudando nossos irmãos mais necessitados. Quando a vida parecer infecunda, ajudai-nos a confiar na misericórdia de Deus e a darmos frutos. Quando estivermos confusos, ajudai-nos a encontrar o caminho de volta a Deus. Quando estivermos perdidos no deserto, conduzi-nos de volta àqueles a quem Deus nos mandou amar. Pedimos também pelas nossas necessidades pessoais e pelo nosso servir a Deus por meio do Movimento Água Viva (momento de silêncio). Amém.

Oração do Terço

São Joaquim e Santa Ana, rogai por nós!


Novena de São Joaquim e Santa Ana (4º dia)

Pelos casais que desejam engravidar

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém 

Oração

Gloriosos Sant’Ana e São Joaquim, pais de Maria Santíssima e avós de Jesus, nós vos louvamos e pedimos que nos alcanceis grande amor por Jesus e Maria, para que trilhando o caminho das virtudes, possamos agradar-lhes em tudo e contribuir para a construção do Reino de Deus neste mundo. Amém.

História 

Joaquim retirou-se para orar no deserto, onde permaneceu 40 dias. Deus atendeu aos apelos de seus servos e enviou um anjo a Joaquim e a Ana, dizendo que teriam um filho que seria grande e famoso em Israel. Ana e Joaquim acreditaram na palavra do Anjo, com humildade e gratidão. Ao voltar do deserto, Joaquim encontrou Ana à porta de ouro de Jerusalém, esperando para lhe dar a alegre notícia. Ana e Joaquim exultaram de júbilo, como predisse Isaías, sentindo-se visitados e abençoados por Deus. E Maria Santíssima, a Mãe de Jesus, nasceu imaculada e santa do céu e da terra.

Reflexão

“Canta, ó estéril tu que não mais dás à luz! Explode de alegria (…) Pois os filhos da mulher abandonada são mais numerosos (…)” (Is 54,1). Joaquim e Ana exultaram de alegria com o nascimento de sua filha, pois sabiam que uma graça marca este acontecimento. Graça que alcançaram por suas preces, humildade e confiança em Deus.

Oração Final

Pelo nascimento da bem-aventurada Virgem Maria, que foi o princípio da nossa Salvação, concedei, Senhor, aos vossos servos, por intercessão de Sant’Ana e São Joaquim, o dom da perseverança no bem e fidelidade à nossa santa aliança. Protegei e intercedei pelos casais que desejam ter filhos. Quando a vida parecer infecunda, ajudai-nos a confiar na misericórdia de Deus e a darmos frutos. Quando estivermos confusos, ajudai-nos a encontrar o caminho de volta a Deus. Quando estivermos perdidos no deserto, conduzi-nos de volta àqueles a quem Deus nos mandou amar. Pedimos também pelas nossas necessidades pessoais e pelo nosso servir a Deus por meio do Movimento Água Viva (momento de silêncio). Amém.

Oração do Terço

São Joaquim e Santa Ana, rogai por nós!


Mistérios Luminosos – Quintas-feiras

Oferecimento

Divino Jesus, nós Vos oferecemos este terço que vamos rezar, meditando nos mistérios da Vossa Redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção.

Sinal da Cruz

Vinde Espírito Santo – Creio – Pai nosso – 3 Ave Marias – Glória ao Pai

1º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus esta primeira dezena, em honra do batismo de Jesus no Rio Jordão; e vos pedimos, por este mistério e por intercessão de vossa Mãe Santíssima, a fidelidade às promessas do nosso batismo, para que sejamos testemunhas no mundo pela prática dos valores cristãos. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

2º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus esta segunda dezena, em honra ao milagre nas Bodas de Caná; e vos pedimos, por este mistério e por intercessão de vossa Mãe Santíssima, que assim como Maria teve caridade com os noivos da festa, nós tenhamos com nosso próximo “fazendo tudo que Ele nos disser”. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

3º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus esta terceira dezena, em honra do anúncio do reino de Deus; e vos pedimos, por este mistério e por intercessão de vossa Mãe Santíssima, que possamos ser anunciadores que levam outros ao conhecimento de Deus por meio da alegria. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

4º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus esta quarta dezena, em honra da transfiguração; e vos pedimos, por este mistério e por intercessão de vossa Mãe Santíssima, que assim como vossos discípulos contemplaram e anunciaram Vossa glória na montanha, também nós como movimento anunciemos ao mundo que vós sois verdadeiramente a irradiação do Pai.  Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

5º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus esta quinta dezena, em honra da instituição da eucaristia; e vos pedimos, por este mistério e por sua intercessão, que nosso amor por este sacramento aumente, nos fazendo gratos por termos conosco o corpo e o sangue de Nosso Senhor. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

Infinitas graças vos damos, ó Soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos maternais. Dignai-vos, agora e para sempre tomar-nos debaixo do vosso poderoso amparo e para mais vos agradecer, vos saudamos com uma Salve Rainha:

Salve Rainha

Sinal da Cruz

Mistérios Gloriosos – Quartas-feiras e domingos

Oferecimento

Divino Jesus, nós Vos oferecemos este terço que vamos rezar, meditando nos mistérios da Vossa Redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção.

Sinal da Cruz

Vinde Espírito Santo – Creio – Pai nosso – 3 Ave Marias – Glória ao Pai

1º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta primeira dezena, em honra a vossa ressurreição gloriosa; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, o amor a Deus e o fervor ao vosso serviço, amando e servindo a Jesus enquanto Movimento Água Viva. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

2º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta segunda dezena, em honra a vossa triunfante ascensão; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, um ardente desejo do céu, nos dedicando a uma vida de oração e sacramental. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

3º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta terceira dezena, em honra do mistério de Pentecostes; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a descida do Espírito Santo em nossas almas. Que o espírito santo nos guie e nos santifique a cada dia. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

4º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta quarta dezena, em honra da triunfal assunção de vossa Mãe ao céu; e vos pedimos, por este mistério e por sua intercessão, uma terna devoção a tão boa mãe. Pedimos que por meio de nossa devoção, Maria continue a interceder pelo movimento. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

5º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus esta quinta dezena, em honra da coroação gloriosa de vossa Mãe Santíssima no céu; e vos pedimos, por este mistério e por sua intercessão, a perseverança na graça e a coroa da glória. Que todos os membros sejam perseverantes nas práticas devocionais e por meio desse santo terço o movimento entregue verdadeiras coroas em gratidão à Maria. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

Infinitas graças vos damos, ó Soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos maternais. Dignai-vos, agora e para sempre tomar-nos debaixo do vosso poderoso amparo e para mais vos agradecer, vos saudamos com uma Salve Rainha:

Salve Rainha

Sinal da Cruz

Mistérios Dolorosos – Terças e Sextas-feiras

Oferecimento

Divino Jesus, nós Vos oferecemos este terço que vamos rezar, meditando nos mistérios da Vossa Redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção.

Sinal da Cruz

Vinde Espírito Santo – Creio – Pai nosso – 3 Ave Marias – Glória ao Pai

1º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta primeira dezena, em honra a vossa agonia mortal no Jardim das Oliveiras; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a contrição de nossos pecados. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

2º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta segunda dezena, em honra a vossa sangrenta flagelação; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe santíssima, a mortificação de nossos sentidos. Faz-nos Senhor sempre lembrar nossa 4ª convicção enquanto elos, que nos diz que “Se a semente não morre, não produz frutos”, por isso precisamos morrer para os nossos desejos e instintos, em vista do bem de todos. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

3º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta terceira dezena, em honra de vossa coroação de espinhos; e vos pedimos por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, o desapego das coisas do mundo. Dai-nos Senhor a plena confiança em Deus, para que mesmo diante de nossos sofrimentos, sejamos testemunho vivo no mundo pela prática dos valores Cristãos.  Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

4º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta quarta dezena, em honra do carregamento da Cruz; e vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a paciência em todas as nossas cruzes, não desanimando nunca diante dos desafios, pois tudo podemos naquEle que nos conforta. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

5º Mistério

Nós vos oferecemos, Senhor Jesus, esta quinta dezena, em honra a vossa crucificação e morte ignominiosa sobre o calvário; e vos pedimos por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, a conversão dos pecadores, a perseverança dos justos e o alívio das almas do purgatório. Faz-nos instrumentos em tuas mãos Senhor, para que através da caridade, possamos auxiliar os que têm sede de Vós e aliviar seus sofrimentos.  Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

Infinitas graças vos damos, ó Soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos maternais. Dignai-vos, agora e para sempre tomar-nos debaixo do vosso poderoso amparo e para mais vos agradecer, vos saudamos com uma Salve Rainha:

Salve Rainha

Sinal da Cruz

Mistérios Gozosos – Segundas-feiras e sábados

Oferecimento

Divino Jesus, nós Vos oferecemos este terço que vamos rezar, meditando nos mistérios da Vossa Redenção. Concedei-nos, por intercessão da Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, as virtudes que nos são necessárias para bem rezá-lo e a graça de ganharmos as indulgências desta santa devoção.

Sinal da Cruz

Vinde Espírito Santo – Creio – Pai nosso – 3 Ave Marias – Glória ao Pai

1º Mistério

Nós Vos oferecemos, Senhor Jesus, esta primeira dezena, em honra de vossa Encarnação no ventre de Maria; e Vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de vossa Mãe Santíssima, que assim como Jesus foi gerado e nutrido em seu ventre, nós enquanto movimento sejamos também gerados no ventre de Maria e moldados por ela podendo caminhar na virtude da humildade, de se deixar ser criança, ser gerado, ser educado. Que cada passo do movimento possa ser fruto da sua intercessão. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

2º Mistério

Nós Vos oferecemos, Senhor Jesus, esta segunda dezena, em honra da Visitação de Vossa Santa Mãe à sua prima Santa Isabel e da santificação de São João Batista; e Vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de Vossa Mãe Santíssima, que possamos agir conforme  nosso 10º decálogo de praticar a caridade para com nosso próximo, voltar nossos olhos para nossos irmãos, vivendo a amizade e a correção fraterna. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

3º Mistério

Nós Vos oferecemos, Senhor Jesus, esta terceira dezena, em honra de Vosso Nascimento no estábulo de Belém; e Vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de Vossa Mãe Santíssima, o desapego dos bens terrenos, o desprezo das riquezas e o amor da pobreza, sabendo perder e entregando tudo a Ti, Senhor. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

4º Mistério

Nós Vos oferecemos, Senhor Jesus, esta quarta dezena, em honra de Vossa Apresentação no Templo e da Purificação de Maria; e Vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de Vossa Mãe Santíssima, uma grande pureza de corpo e de alma. Que enquanto movimento sejamos reflexo de Cristo que é caminho, verdade e vida e que levemos a tantos outros irmãos o conhecimento de Deus. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

5º Mistério

Nós Vos oferecemos, Senhor Jesus, esta quinta dezena, em honra de vosso reencontro por Maria; e Vos pedimos, por este mistério e pela intercessão de Vossa Mãe Santíssima, a verdadeira sabedoria para que em todos os momentos o nosso agir seja conforme a tua vontade e que a tua sabedoria esteja presente em cada membro, cada assessor, cada coordenador para que saibam bem guiar o movimento, servindo a igreja e a comunidade no amor, dando testemunho no mundo pela prática dos valores cristãos. Assim seja.

Pai Nosso, 10 Ave-Marias, Glória

Ó meu bom Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.

Infinitas graças vos damos, ó Soberana Rainha, pelos benefícios que todos os dias recebemos de vossas mãos maternais. Dignai-vos, agora e para sempre tomar-nos debaixo do vosso poderoso amparo e para mais vos agradecer, vos saudamos com uma Salve Rainha:

Salve Rainha

Sinal da Cruz

Pentecostes, o sopro de Jesus

Eaii galeraa, vocês estão sabendo o que comemoramos hoje? Certamente se você já participar a santa missa de hoje já está ligado sobre o que vamos falar. Hoje é uma solenidade, uma data muito especial para a Igreja, e queremos refletir um pouco sobre ela. Bora?

Para começar nossa reflexão, precisamos ver o que Jesus nos fala no evangelho de São João e, também, o que encontramos no livro dos Atos dos Apóstolos.

Tendo-se completado o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente, veio do céu um ruído como o agitar-se de um vendaval impetuoso que encheu toda a casa onde encontravam. Apareceram-lhe, então, línguas como de fogo, que se repartiam e que pousaram sobre cada um deles. E todos ficaram repletos do Espírito Santo

(At 2, 1-4)

Ele lhes disse de novo: ‘A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, também eu vos envio.’ Dizendo isso soprou sobre eles e lhes disse: ‘Recebei o Espírito Santo.

(Jo 20 21-22)

Pentecostes!

O dia em que se completou a páscoa de Cristo Crucificado, o dia em que Jesus soprou sobre a Igreja, o dia em que o Espírito Santo desceu sobre os discípulos, o dia em que os homens que estavam trancados com medo, saíram para pregar a salvação. O dia em que o Pai celestial nos envia o auxílio necessário para vivermos na graça. A partir deste momento a Igreja sai em missão. É um novo tempo que se inicia!

Podemos fazer uma relação do dia de Pentecostes com o dia em que recebemos o sacramento da Crisma. Este sacramento faz parte na iniciação cristã, mas é o ponto final dessa trajetória inicial, aquele momento em que atingimos a maturidade cristã e que recebemos os dons do Espírito Santo.

Quando recebemos esses dons, assumimos o compromisso de sermos servos de Deus, de fazer a sua vontade e de pregar o Seu evangelho, ou seja, assumimos o compromisso de salvar almas. Lá em Pentecostes, quando estava João, Lucas, Pedro e os outros, eles receberam esse espírito e aquele medo que tinham dos judeus, foi transformado em fortaleza para assim, saírem pelas ruas pregando e convertendo. E este Espírito vem como fogo a nos incendiar, a nos consumir por inteiro, nos conduzindo para o Alto.

“Já são sou eu que vivo em mim, mas Cristo vive em mim”.

(Gl 2, 20)

Assim como os apóstolos foram completamente transformados pelo Espírito, eles que antes eram fracos e medrosos, e agora, eram corajosos e fortes, saíram por todos os cantos pregando com audácia e inteligência, sem medo de proclamar a fé e com isso, converteram milhares de pessoas, precisamos nós, sentir esse sopro da coragem e fortaleza que o Nosso Senhor nos envia. Precisamos nós, reacender esta chama que nos consome por inteiro, para nos doar completamente e nos elevar ao Pai.

Ensinamentos do O Papa Bento XVI

O Papa Bento XVI vem nos ensinar que, o Filho amado de Deus, sopra sobre o povo o seu Espírito, mas é preciso estar muito perto de Jesus para sentir esse sopro, próximo ao ponto de receber e sentir este “hálito” do Cristo Crucificado. Este sopro quando sai de Jesus e entra nos discípulos se constitui como vida, portanto, precisamos dele, do Espírito, para nós também vivermos, e vivermos para Cristo.

Em Pentecostes também estava presente nossa mãe Maria, Ela que já havia experimentado profundamente a ação do Santo Espírito, no momento da concepção de Jesus, quando o Espírito pousa sobre Ela, estava ali para aguardar a Igreja ser batizada pelo mesmo Espírito.

Mãe dos apóstolos

Maria também é mãe dos apóstolos, portanto está ali com eles como uma figura maternal, auxiliando e preparando os seus filhos a perseverarem na fé enquanto esperavam a descida do Espírito Consolador.

Ah meus amigos, que grande graça é ter o Espírito em nós. Que alegria, consolo e fortaleza é saber que temos o Fogo do Espírito para nos conduzir e capacitar todos os dias, em todos os nossos afazeres, medos e percursos. A este Espírito, devemos desejar de todo nosso coração e com todas as nossas forças.

Convido você a ter o hábito de clamar a presença do Espírito Consolador na sua vida, ao acordar, chama por Ele para que te guie e te faça ter um dia fiel a Deus. Quando precisar falar com alguém, clame pela sabedoria do Espírito. Quando estiver com dúvidas, peça o dom da ciência… Peça pelo Espírito em todos os momentos de sua vida. Foi Jesus quem nos enviou este auxílio e nos disse que este, seria o nosso apoio e força em tempos difíceis, para chegarmos ao céu.

“Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.
Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação.

Por Cristo Senhor Nosso. Amém”

Ministério de Formação

Maria, humana como nós

É comum meditarmos a Santidade da Virgem Maria, mas você já parou para meditar a humanidade de nossa Senhora?

Em toda a história da salvação Deus nos deixa claro, seja pela voz do profeta (Isaías) ou mesmo no Gênesis quando declara a inimizade entre a serpente e a mulher, que uma mulher (humana) daria luz ao salvador. Ele não viria nem de uma divindade e muito menos desceria do céu em meio a trombetas, viria como nós, nascido de uma mulher.

A santidade da Virgem Maria

É comum meditarmos a santidade da Virgem Maria, mas por vezes esquecemos de notar o quanto essa santidade está intimamente ligada a humanidade de nossa Senhora. São João Paulo II sabiamente nos escreveu na constituição dogmática Lumem gentium que “todos são chamados à santidade, e a todos coube a mesma fé e justiça de Deus” (Lumem gentium, 32) . Isso quer dizer que em nossa qualidade humana temos como princípio a busca da santidade, nossa vocação primeira é a de sermos Santos. Nossa Senhora, portanto, seguiu sua vocação primeira com perfeição, atingindo a santidade por ser perfeitamente humana.

Se prestarmos atenção, a sagrada escritura nos mostra traços claros da humanidade de nossa Senhora. Um exemplo está no episódio da anunciação.

Neste episódio, Maria encontrava-se possivelmente recolhida, talvez em oração ou até mesmo nos afazeres de casa, quando o anjo Gabriel adentrou dizendo “Ave cheia de graça, o Senhor é contigo”. Na sequência, a palavra nos diz que Maria ficou cheia de surpresa e confusa com tal saudação. 

A jovem mulher

Aqui precisamos nos imaginar no episódio. Nossa Senhora era uma jovem mulher de uns 15 anos, de muita fé e principalmente com muito conhecimento das sagradas escrituras, sendo assim, sabia perfeitamente o que aquela saudação do anjo significava. Qualquer um de nós, humanos, ficaria surpreso e até mesmo assustado naquela situação e com Maria não foi diferente, ela ficou confusa, talvez até assustada.

O anjo então toma a palavra, acalma nossa Senhora e explica que ela faria parte da história da salvação, do cumprimento das promessas de Deus, sendo o meio pelo qual o Salvador viria ao mundo. Ao fim da explicação, é possível imaginar o silêncio que pode ter tomado conta daquele ambiente: Maria, uma simples jovem, havia sido convidada para participar de algo que mudaria completamente a sua história, a história da humanidade. A resposta de nossa Senhora nesse momento definiria tudo e ela, na sua humanidade, disse sim, mas não apenas um sim qualquer. Maria disse o seu fiat! (faça-se) e mostrando toda a sua pequenez humana para trazer o Deus vivo a este mundo, entregou esta tarefa nas mãos de Deus.

Maria com certeza teve muitos desafios durante a sua vida. Além de viver em uma época muito difícil para as mulheres, nossa Senhora precisou abrir mão de muitas coisas para servir inteiramente a Deus. Ela entregou suas vontades, seus planos, tudo o que tinha para ser inteiramente a medianeira, aquela que geraria e faria crescer o filho de Deus.

Nossa senhora além de gerar e cuidar da criação e educação de Jesus, fazendo-o crescer em tamanho e sabedoria, também foi responsável pelos cuidados da casa e também de São José seu esposo que, segundo a tradição, tinha mais idade que ela. Sendo assim, além da visão de mãe terna e carinhosa, Maria nos ensina a determinada determinação que se deve ter no servir a Deus no ordinário de cada dia.

É comum em nossa juventude meditarmos sobre as vocações e principalmente sobre como vamos buscar a santidade no ordinário dos nossos dias.

Maria foi um exemplo de extraordinário no ordinário da sua vivência humana. 

Pensando no ordinário e na busca de santidade no dia a dia, temos em nossas casas exemplos de seres humanos que, às vezes sem saber, estão buscando a santidade, são eles os nossos pais. Por vezes eles vivem sacrifícios diários a favor da nossa criação e educação, seja para pôr comida na mesa ou então para nos dar condições melhores no futuro, eles sempre estão dispostos a se gastarem pelo nosso melhor. O que seria isso se não uma profunda vivência humanitária, atos de amor fraterno por uma criatura de Deus que veio ao mundo através deles – a profunda vivência humanitária nos aproxima da santidade, nos ensina a Virgem Maria. Portanto, devemos perceber que em cada gesto de humanidade existe um toque divino, um aroma Santo, que nos aproxima de Deus e nos assemelha a Nossa Senhora.

O exemplo do “SIM” de Maria

A partir da humanidade de Maria e do seu “sim”, deu-se início ao cumprimento da promessa da salvação. A partir do “sim” humano de nossos pais, deu-se início a nossa história de salvação particular. Agora chega a nossa vez.

Que Maria seja exemplo de ser humano para cada um de nós e que, ao reflexo dela, possamos viver o extraordinário no ordinário das nossas vidas, amando e servindo a Deus em cada gesto simples de humanidade.

Por Vinicius Bandeira