Jesus cai pela primeira vez

Hoje meditamos a terceira estação da Paixão de Nosso Senhor: Jesus cai pela primeira vez

Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Eram os nossos males que Ele suportava, e as nossas dores que tinha sobre Si. Mas nós víamos n’Ele um homem castigado, ferido por Deus e sujeito à humilhação. Ele foi trespassado por causa das nossas culpas, e esmagado devido às nossas faltas. O castigo que nos salva, caiu sobre Ele, e por causa das suas chagas é que fomos curados. Todos nós, como ovelhas, andávamos errantes, seguindo cada qual o seu caminho. E o Senhor fez cair sobre Ele as faltas de todos nós. (Isaías; 53,4-6)


Na queda de Jesus sob o peso da cruz, é visível a sua voluntária humilhação para nos levantar do nosso orgulho. E ao mesmo tempo aparece a natureza do nosso orgulho: a soberba pela qual desejamos emancipar-nos de Deus sendo apenas nós mesmos, pela qual cremos que não temos necessidade do amor eterno, mas queremos organizar a nossa vida sozinhos. Nesta revolta contra a verdade, nesta tentativa de nos tornarmos Deus, de sermos criadores e juízes de nós mesmos, caímos e acabamos por autodestruir-nos

(Vatican News, Papa Bento XVI).

Medita essa estação com calma e reflete: Em quais situações eu tentei carregar a cruz sozinho e acabei caindo? Em quais momentos eu reagi com soberba e não pratiquei a virtude da humildade? O que me leva a cair quando estou carregando a cruz, o que me faz tropeçar?

📍Após refletir, reze 1 Pai Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai.

Jesus carrega a cruz

Hoje meditamos a segunda estação da Paixão de Nosso Senhor: Jesus carrega a cruz

Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

“Os soldados arrancaram-lhe as vestes e colocaram-lhe um manto. Depois, trançaram uma coroa de espinhos, meteram-lha na cabeça e puseram-lhe na mão uma vara. Dobrando os joelhos diante dele, diziam com escárnio: “Salve, rei dos judeus!”. Cuspiam-lhe no rosto e, tomando da vara, davam-lhe golpes na cabeça. Depois de escarnecerem dele, tiraram-lhe o manto e entregaram-lhe as vestes. Em seguida, levaram-no para o crucificar.” (Mt 27, 27-31)

Senhor, deixastes que Vos escarnecessem e ultrajassem. Ajudai-nos a reconhecer o vosso rosto em quem é humilhado e marginalizado. Ajudai-nos a não desanimar perante as zombarias do mundo quando a obediência à vossa vontade é metida a ridículo. Carregastes a cruz e convidastes-nos a seguir-Vos por este caminho (Mt 10, 38). Ajudai-nos a aceitar a cruz, a não fugir dela, a não lamentarmo-nos nem deixar que os nossos corações se abatam com as provas da vida

(Vatican News, Papa Bento XVI).

Medita essa estação com calma e reflete: Eu tenho carregado a minha cruz com esperança e fé ou tenho tentado fugir dela? Tenho eu feito muitas lamentações e reclamações de todos os acontecimentos em minha vida sem conseguir reconhecer todas as graças que tens feito?

📍Após refletir, reze 1 Pai Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai.

Jesus é condenado a morte

Hoje meditamos a primeira estação da Paixão de Nosso Senhor: Jesus é condenado à morte

Quando viram Jesus, os sumos sacerdotes e os guardas começaram a gritar: “Crucificao! Crucifica-o!” Pilatos respondeu: “Levai-o vós mesmos para o crucificar, pois eu não encontro nele crime algum”. Os judeus responderam: “Nós temos uma Lei, e, segundo essa Lei, ele deve morrer, porque se fez Filho de Deus”.. Então Pilatos entregou Jesus para ser crucificado, e eles o levaram. (João 19,6-7. 12-16).

Considera como Jesus, depois de haver sido açoitado e coroado de espinhos, foi injustamente sentenciado por Pilatos a morrer crucificado. Adorado Jesus meu: meus pecados foram maiores dos que de Pilatos, dos que vos sentenciaram a morte. Pelos méritos deste doloroso passo, vos suplico me assistais no caminho que vai recorrendo minha alma para a eternidade.

(Santo Afonso Maria Ligório)

Medita essa estação com calma e reflete: Quais os pecados que eu cometo que vão contra os ensinamentos de Deus, quais as vezes que ao negar o que Jesus me pede sou eu o próprio Pilatos à lavar as mãos? Quantas vezes virei as costas para Deus como quem grita “crucifica-o”?

📍Após refletir, reze 1 Pai Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai.

Venha para o lado luminoso da força!

Se as vezes você sente que não é deste mundo, que as coisas não estão no seu devido lugar, que está faltando alguma coisa, ou você vive nas estrelas procurando algo que não sabe o que é…. talvez você ainda não tenha percebido, mas estamos passando por uma guerra e você vai ter que decidir de qual lado da força você vai ficar.

Nós estamos aqui para lutar esta luta juntos com você e queremos que você venha para o lado luminoso da força!

O 32º Retiro de Aspirantes do Movimento Água Viva está muito especial. Você não vai se arrepender (e também não tem nada a perder né). O retiro é destinado aos jovens que procuram encontrar O Sentido de suas vidas, fazer novas amizades, e ter uma experiência única com O Amor verdadeiro.

E aí? Qual lado da força você vai escolher?