COMO AVANÇAR NA VIDA DE SANTIDADE

Nós, que já participamos da igreja a algum tempo, temos sempre um desejo de querer nos aprofundar na vida de santidade. Podemos cair na tentação de querer ser novidadeiros, buscar sempre algo novo – mirabolante – para fugir da mesmice das pregações que sempre ouvimos. Mas, por que não revisitarmos o que já sabemos para relembrar aquilo que é essencial? Vamos lá, todos já ouvimos e sabemos: somos amados por Deus, Deus é amor e nós queremos retribuir o seu amor amando – sendo santos.

Se queremos nos aprofundar na vida de santidade, primeiro é preciso fazer a pergunta fundamental: o que é ser santo? Diz o Papa Francisco:

“Tu tens que descobrir quem és e desenvolver o teu caminho próprio de ser santo, independentemente daquilo que dizem e pensam os outros. Chegar a ser santo é tornar-te mais plenamente tu mesmo, ser aquele que Deus quis sonhar e criar, não uma fotocópia”.

(Christus Vivit, n. 162)

Ou seja, ser santo é tornar-se aquilo que se é: filho de Deus! E, como sabemos que fomos criados por Amor e para Amar, ser santo é tornar-se capaz de viver totalmente na lógica do amor. Por isso, tornar-se santo nos pede um processo profundo e intenso de autoconhecimento. Esse processo precisa ser feito na dinâmica das três relações do amor: a mim mesmo, ao próximo e a Deus. Podemos pensar o fazer-se santo como um exercício diário de descobrir quem eu sou através do como eu amo. Ser santo é, descobrindo-me, aceitando-me, superando-me, tornar-me capaz de amar sempre mais e melhor.

Mas, como posso fazer isso?

Lembram daquele jovem rico? Pois bem, vamos ver o que Cristo nos ensina com a vida dele.

Tendo perguntado ao Cristo o que era preciso fazer para ter a vida eterna (tinha desejo de santidade!) a resposta foi: “Observa os mandamentos”. Mas, isso o jovem já fazia. Então, perguntou: “Que me falta ainda?” – Jesus respondeu: “Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. (Cf. Mt 19, 16-26)

O que Cristo pede ao catequisado é algo simples, mas não fácil. Desapega-te, deixa de lado a mentalidade de que apenas seguir os mandamentos é o que te faz perfeito, é a mensagem de Jesus. O que te faz perfeito, santo, é a caridade – e, através dela, o seguimento Aquele que nos traz a boa nova. Se queres ser santo, vive na ótica do amor e vem, tu – sem riquezas, sem seguranças, apenas tu – e segue-me, é o chamamento a cada um de nós. Torna-te santo, torna-te capaz de doar o que tens aos necessitados – seja atenção, carinho, afeto, dinheiro ou apenas a alegria que brota do teu encontro com Deus.

Cristo nos convida, através daquele jovem, a voltar o nosso olhar sobre aquilo que é o centro do anuncio cristão: Deus é amor! (1 Jo 4, 8). De novo, pedindo auxílio ao Papa, podemos dizer que o centro da nossa fé (e as verdades que nos tornam santos!) são essas: Deus nos ama! Cristo nos Salva! Ele vive! (Christus Vivit, cap. IV)

Se queremos ser perfeitos, precisamos lembrar sempre dessas três verdades. Tendo descoberto cada uma delas, precisamos anunciá-las com as nossas vidas, através da alegria da nossa juventude. Quem descobriu este grande tesouro do amor de Deus, do Cristo que salva e da vida que Dele brota, não pode ser triste! Ele é o motivo da nossa alegria e, por isso, não podemos desanimar.

Ser Água Viva é ser esse sinal no mundo de uma alegria que contagia. É ser sinal no mundo enquanto pessoas santas, encontradas, que se amam, amam os outros e conhecem o Amor. Ser Água viva é muito mais que obedecer mandamentos, muito mais que decorar normas, muito mais que não pecar contra os mandamentos. Ser Água viva é dar vida a água parada que o mundo é.

E aí, o que falta na minha vida e na tua vida para que nós possamos ser esse sinal de amor? Quais dimensões da nossa existência precisamos revisitar, arrumar, lavar com a água do amor para superar uma vida de “cumpro minhas obrigações” e transformá-la em uma vida de “vivo a caridade”? O que precisa de um novo impulso de amor?

Para cada um de nós fica o convite:

Enquanto lutas para moldar teus sonhos, vive plenamente o hoje, entrega tudo e enche de amor cada momento. Porque é verdade que este dia pode ser o último, e então vale a pena vivê-lo com toda vontade e com toda profundidade possível”.

(Christus Vivit, n. 148)

Por Paulo Zanelato Silvano13 de janeiro de 2020

Hoje vos nasceu, na cidade de Davi, um Salvador, que é o Cristo Senhor!

“Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova, que será alegria para todo o povo: hoje vos nasceu, na cidade de Davi, um Salvador, que é o Cristo Senhor”

É assim que Deus anuncia o nascimento de Jesus, o menino luz que veio ao mundo para nos revelar o caminho para o céu, e a imensidão que é o amor de Deus por seus filhos.

Quando olhamos para o presépio, sempre encontramos Maria, José e o menino Jesus, eles que juntos formam a Sagrada Família, que é a instituição divina pela qual Deus tem infinito amor e escolheu para se fazer carne neste mundo. 

Maria, a mais bela flor do jardim da humanidade, gerou o mais belo fruto, o salvador! Ela que foi escrava do Senhor, se entregando de corpo e alma, para fazer a vontade de Deus no plano da salvação eterna. Sempre encontramos Maria, como a intercessora, a auxiliadora e a mais humilde das criaturas, abdicando de si em prol do outro, como quando vai visitar sua prima Isabel que está grávida. A Rainha entregou-se por inteira, amou infinitamente e confiou cegamente no Pai.

José, o homem a quem Deus escolheu obedecer! Homem reto, justo e fiel, que o Pai confiou a criação e educação do menino Deus. Ele que teve uma vida de santidade, sendo discreto e temente a Deus, deu a sua honra, renunciou aos seus planos pessoais, e deu a vida em silêncio. José foi o provedor, o protetor, o educador e o homem que amou infinitamente a sua família, sempre recebendo e obedecendo as indicações de Deus com o coração aberto.

Jesus, o Verbo encarnado! O menino Deus, que nesta noite se fez luz para iluminar a escuridão em que o mundo se encontrava. Ele que é a fonte de amor e esperança, que é o caminho que nos conduz ao céu para o encontro com o Pai Eterno, quis vir ao mundo através da pureza de uma Mãe, a Virgem Maria, e quis ser cuidado e ensinado por José, o homem casto e fiel. 

A Sagrada Família, é o grande exemplo que temos de como viver segundo os planos de Deus, e estar com o coração preparado para viver o natal. Com ela aprendemos a viver o amor concreto, de generosidade, compreensão, dedicação, caridade e justiça. 

Que neste período de natal, possamos refletir sobre a nossa vida, sobre o caminho que estamos seguindo, para que não sejamos como aquelas pessoas, em Belém, que não acolheram José e Maria para que o menino Jesus pudesse nascer. Que o nosso coração esteja pronto para acolher a luz de Cristo, a fonte inesgotável do amor, e aguardar a sua vinda Gloriosa.

Que sejamos como Maria, a que se entrega a Deus de corpo e alma, nos entregando também cegamente ao colo do Pai, sempre abdicando de si em prol do próximo. Que sejamos como José, que é justo, fiel e obediente à Deus, confiando nossa vida aos planos do Pai com fidelidade, justiça e amor. Que sejamos como Jesus, que nasceu para iluminar o mundo e o conduzir até ao Pai, sendo testemunhos vivos do evangelho, vivendo conforme os planos de Deus e santificando a vida do próximo, para que um dia, cheguemos à vida eterna. 

Feliz Natal a todos, que Deus abençoe as famílias!

Aniversário de 29 anos do MAV :)

Nosso momento de comemoração dos 29 anos do Movimento. Será um momento de convivência e descontração.

Como vai funcionar?

Pedimos que a cada dois levem um prato para ser compartilhado (salgadinho, torta salgada, pão de queijo, bolo) e um refrigerante, suco ou água.

Santa Missa

De lá iremos direto para a Santa Missa em ação de graças ao Movimento, e depois da missa partiremos um bolo com a comunidade!

Bora passar uma tarde maravilhosa com os irmãos e terminar com a presença de Deus, tem jeito melhor de comemorar?? Contamos com a presença de todos!!

CHAP CHAP 💙🕊

12º semana: São Mateus

Pontos práticos

  1. Peça a intercessão de São Mateus diariamente para que ele possa nos guiar como movimento
  2. Que durante nosso dia tenhamos São Mateus como espelho nas nossas ações, aquele que respondeu e seguiu prontamente ao Senhor.
  3. Procure ler sobre a vida de São Mateus e pesquisar mais sobre esse santo durante sua semana.

Leituras

Segunda: Mateus 10, 1-10
Terça: Lucas 5, 27-32
Quarta: Mateus 12, 46-50
Quinta: Mateus 18, 19-20
Sexta: João 15, 16-17
Sábado: João 15, 20-22
Domingo: Mateus 28, 18-20

11º semana: Praticar a caridade

📌 Pontos práticos

  1. Reze uma ave maria diariamente na intenção daqueles que passam dificuldades para que Maria interceda providenciando aquilo que mais necessitam
  2. Esteja com olhar atento para aqueles que te rodeiam, às vezes apenas escutar e conversar pode ser um ato de caridade no seu dia.
  3. Faça alguma doação seja em dinheiro, em alimento ou de alguma outra forma nessa semana.

📌 Leituras

Segunda: Romanos 13, 8-10
Terça: 2 Coríntios 9, 6-11
Quarta: Mateus 25, 34-40
Quinta: Lucas 10, 30-37
Sexta: Lucas 6, 36-39
Sábado: Tiago 2, 14-17
Domingo: 1 João 3, 16-22