Quinta-Feira Santa

Fala Movimento Água Viva! Núcleo de Espiritualidade e ministério de formação na área. Quaresma chegando ao fim, quarentena acontecendo, diversas incertezas assombrando a todos e chegamos na Semana Santa. Para que o Movimento viva de forma comum disponibilizamos uma pequena formação sobre a Quinta Feira Santa e uma reflexão. Esperamos que gostem. Salve Maria!

Todo o povo de Deus está vivendo uma quaresma e Semana Santa diferente. Quando paro para refletir, o que vem primeiro na minha mente é que: Eu nunca imaginava passar por isso, não conseguir viver os sacramentos nesses dois períodos. A partir desse ponto caímos naquele velho ditado, é preciso sentir falta para dar mais valor. E realmente, durante essa quaresma me pequei pensando muito nesse assunto. Como eu, católico, preciso dar mais valor para os sacramentos. E você tem dado valor aos sacramentos? Viver bem uma confissão, e buscar o propósito de vencer um pecado. Desfazer qualquer distração durante o momento da Comunhão. Ou até mesmo buscar levar pessoas para a catequese e o Crisma.

Bem, e o que tudo isso que foi escrito a cima tem a ver com a Quinta-Feira Santa? Eu digo que tudo, talvez muito mais… Agora outra pergunta, a Quinta-Feira Santa está contida dentro da Quaresma? A Quaresma prepara os corações para viver o Tríduo Pascal. Quaresma termina quando vivemos a primeira celebração do Tríduo, que dá início ao momento litúrgico mais importante do ano no qual celebramos a paixão, morte e ressurreição do Senhor. Veja que, a partir do começo do Tríduo Pascal o tempo litúrgico muda, ou seja, na Quinta-Feira Santa.

Como bem sabemos, é nesse dia inicial do Tríduo que a Liturgia celebra a instituição do sacerdócio (sacramento da ordem), a instituição da Eucaristia (Santíssimo sacramento) – A ceia do Senhor (In coenae domini), bênção dos santos óleos e o lava pés. É irmão, são inúmeros acontecimentos vividos em apenas um dia. Além de dar início ao auge da nossa fé, como já descrito. Tudo está interligado pelo corpo místico de Nosso Senhor. A liturgia vivida no Tríduo introduz de forma viva e atual o mistério da entrega de Jesus pela humanidade por um único motivo, a nossa salvação. “É por isso que o Pai me ama: porque dou a minha vida. E assim, eu a recebo de novo. Ninguém me tira a vida, mas eu a dou por própria vontade”.

Instituição do sacerdócio

Jesus deixa claro durante suas palavras na Santa Ceia que aquilo que os discípulos acabaram de viver deveria ter uma continuidade, que os que creem no Filho do Homem se reunissem e recordassem d’Ele abençoando o pão e o vinho. “Fazei isto em memória de mim”.

Instituição da Eucaristia

Com a Santa Ceia, Jesus ofereceu ao Pai o Seu Corpo e Sangue sob as espécies do pão e do vinho, e os entregou aos seus. A palavra Eucaristia tem origem em duas palavras gregas “eu-cháris”, que significa ação de graça, presença real e substancial de Jesus Cristo sobre as aparências de pão e vinho. Viver a Eucaristia é a forma mais grandiosa de agradar a Deus, pois comungando ocorre de forma sobrenatural ação da graça [2].

Benção dos Santos Óleos

Faz parte de umas das cerimônias litúrgicas da Quinta Feira Santa. Nessa celebração, é realizado a bênção dos óleos utilizados pelas paroquias o ano todo. Sendo destinados para o Crisma, os Catecúmenos e dos Enfermos. Essa celebração conta com a presença do Bispo e de todos os sacerdotes da diocese. É um momento de reafirmar o compromisso de servir a Jesus.

Lava-pés

O lava-pés faz parte do ritual litúrgico que ocorre durante a celebração na Quinta Feira Santa. Jesus durante esse momento entregou os últimos ensinamentos para os Apóstolos, que é muito bem narrado no Evangelho de São João. E mostrou que necessário servir ao mundo e foi para isso que o Filho do Homem veio. Vemos que nessa liturgia eucarística, o bispo ou sacerdote vive novamente esse ato tão belíssimo do Mestre. Lava os pés e beija-os, retornando ao compromisso deixado por Cristo.

Agora escute a reflexão para essa Quinta Feira Santa e busque realizar um propósito pessoal após esse momento de oração.

Núcleo de Espiritualidade
Movimento Água Viva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *