Jesus cai pela primeira vez

Hoje meditamos a terceira estação da Paixão de Nosso Senhor: Jesus cai pela primeira vez

Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos porque pela vossa santa cruz remistes o mundo.

Eram os nossos males que Ele suportava, e as nossas dores que tinha sobre Si. Mas nós víamos n’Ele um homem castigado, ferido por Deus e sujeito à humilhação. Ele foi trespassado por causa das nossas culpas, e esmagado devido às nossas faltas. O castigo que nos salva, caiu sobre Ele, e por causa das suas chagas é que fomos curados. Todos nós, como ovelhas, andávamos errantes, seguindo cada qual o seu caminho. E o Senhor fez cair sobre Ele as faltas de todos nós. (Isaías; 53,4-6)


Na queda de Jesus sob o peso da cruz, é visível a sua voluntária humilhação para nos levantar do nosso orgulho. E ao mesmo tempo aparece a natureza do nosso orgulho: a soberba pela qual desejamos emancipar-nos de Deus sendo apenas nós mesmos, pela qual cremos que não temos necessidade do amor eterno, mas queremos organizar a nossa vida sozinhos. Nesta revolta contra a verdade, nesta tentativa de nos tornarmos Deus, de sermos criadores e juízes de nós mesmos, caímos e acabamos por autodestruir-nos

(Vatican News, Papa Bento XVI).

Medita essa estação com calma e reflete: Em quais situações eu tentei carregar a cruz sozinho e acabei caindo? Em quais momentos eu reagi com soberba e não pratiquei a virtude da humildade? O que me leva a cair quando estou carregando a cruz, o que me faz tropeçar?

📍Após refletir, reze 1 Pai Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *